8.8.12

cidade das horas;





Te escrevi mil coisas pra te dizer que a liberdade está me fazendo bem.  Sem o compromisso do tempo, tenho caminhado sem rumo vestida de renda de algodão. O sol tem vazado sombras no clima ameno e os dias tem ficado mais bonitos.

Aqui, quem consegue romper as fibras das horas é artista. E o coração, não é guardado por carne, nem por pele, fica exposto.

Existe uma superexposição de talentos puramente almanísticos, já que de materialismo ninguém se consome.

As casas são de ar e os portões de flores roxas.
Viver é mais que um verbo.
Ir ou vir são atos de poesia pura. Só os letrados em alma entendem.



Imagem: Weheartit

2 comentários

  1. Que lindo. Mas acredito que não são apenas os letrados, e sim, aqueles que a própria alma repleta de poesia.

    Beijos,
    http://eppifania.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Quem ama há de entender, há de sentir, há de se consumir.

    basta abrir os olhos do coração.

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: RM Design

imagem-logo