22.9.12

espaços temporários;


Para minha amiga Cintia Monteiro.

Se era amor, eu não sei.
Mas hoje, quando vejo tuas fotos e ouço tua voz, eu não te sinto mais nos traços.
Somos só pedaços de ar, mar , de um não-encontro, de não era pra ser.
A vida tem disso.
Foi só uma lição, um passo, um atalho.

Viriam outros caminhos.
E estrelas explodiriam em novas cores.  E eu mudaria tudo: músicas, guarda-roupa, intenções.
Tuas moradas não são concretas.
Meus motivos sempre foram [e sempre serão] abstratos.

Mudamos. Desapegamos. E rimos da dor que passou.



*Imagem: Weheartit





2 comentários

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: RM Design

imagem-logo