trem de agora;

16.9.12


Com você foi assim: eu cansei das impossibilidades. Das tuas histórias de metade, de mentirinha. De caipirinhas que não diziam nada. De ausências fadadas ao desconcerto, desacerto, desamor.
Desculpas ao pé do ouvido também cansam.

Cansei.

Da tua bagagem pesada de ex-amores, de desencontros, de não se doar. De justificar teus medos. Das longas conversas ao telefone para chegar a lugar nenhum. Da tua voz interna fazendo pirraça afirmando que a vida te endureceu.

Endurecer não salva da morte.

Cansei de te ceder "emoções". De vestir tua pele, tuas carapuças, teus enganos. Luxo é ter amor de perto e deixar escorrer entre os dedos.Virar para o lado e dormir.

A felicidade não espera. Evite se atrasar da próxima vez.

[Estou partindo no trem de agora]


*Imagem: Weheartit

5 comentários:

  1. Muito bom e uma grande verdade Erica.
    Sem mais...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. é eu acho que também cansei, lindo texto.

    ResponderExcluir
  3. Partiu. Seguiu deixando uma bagagem para trás, não sabia de pesos queria apenas a vida depois do trem.

    Intenso.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Tem vaga nesse vagão para mais um coração?

    partiu!


    sensacional o texto,
    li e reli.
    e ainda estou lendo.

    ;*

    ResponderExcluir

recentes antigos Página inicial