em off;

. 9.10.12 .




Temos sim, uma relação linda longe dos holofotes. Destas, que são intensas, densas, que não terminam quando o outro vai embora.
Não quero abrir as cortinas para que nos avistem, observem, invejem. Para que desejem o nosso desejo.

É melhor assim.

Até que os olhos entreguem, somos clandestinos por opção. Nossa liberdade passa por isso desde o primeiro contato.
Ontem mesmo, te ouvia nos discos, sem ninguém saber. E refazia percursos e movimentos, pra te lembrar por dentro.

Eu sempre te lembrarei por dentro, aonde ninguém alcança.



*Imagem: Weheartit





Temos sim, uma relação linda longe dos holofotes. Destas, que são intensas, densas, que não terminam quando o outro vai embora.
Não quero abrir as cortinas para que nos avistem, observem, invejem. Para que desejem o nosso desejo.

É melhor assim.

Até que os olhos entreguem, somos clandestinos por opção. Nossa liberdade passa por isso desde o primeiro contato.
Ontem mesmo, te ouvia nos discos, sem ninguém saber. E refazia percursos e movimentos, pra te lembrar por dentro.

Eu sempre te lembrarei por dentro, aonde ninguém alcança.



*Imagem: Weheartit

5 comentários

  1. Percebi que conheço pouco essa sua faceta.

    ResponderExcluir
  2. Que entrega! Perfeito!

    Seguindo aqui.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Leio-te... e embalo o desejo com o teu nome!


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  4. Olá!!!

    Li o primeiro post e não consegui parar mais... Adorei o seu blog!!!
    Voltarei sempre!!!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Um poeta, cujo nome não me recordo, escreveu "Para viver feliz, viva escondido." Assim é deste "em off" que tão bem nos conta. Muito belo, Erica!

    ResponderExcluir

recentes antigos Página inicial