24.4.13

à você, que dessaruma.



Escuta menino: minhas malas já estão prontas.
Foi lindo, mas acabou. Pelo menos do lado fora. Do lado de dentro, domínio é quase uma ilusão.
Eu vou sentir a tua falta.
E não tem essa de blindar olhos ou sorrisos que a gente vê todos os dias. Eu sempre vou arder quando você passar por mim.

Mas escolhas não esperam, o tempo pega sempre o trem das cinco e eu preciso mudar o corpo de lugar.

Do coração, eu não sei.
O que arruma ou desarruma, nem sempre faz sentido.




*Imagem: Weheartit


2 comentários

  1. Molto bello! Esse coração que nem sempre faz sentido, esse corpo que tão sem espera precisa mudar de lugar! Por que aqueles que tanto amamos nos surpreendem assim, com seu voo?! Adorável seu estilo prosa-poema. Perfeito!

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: RM Design

imagem-logo