Ele sabe de amor para o mundo. Ela, precisa aprender que é amor é lá fora, feito mar, janelas abertas, porta de correr. Trancas não. É ar  limpo, circulando nos não corredores, em cômodos arejados, sem poeira, acúmulos e superlotação.

Ele sabe do amor que solta. Ela, precisa dar leveza ao caminhar. Suavizar as colisões. Tratar de arranhões com poesia.

Desprender-se não tão raramente. Confiar em suas asas.


*Imagem: Weheartit



2 Comentários

  1. Ela... tem de confiar nas suas asas e alçar os mais ousados voos, porque são sempre esses, os voos que mais nos fascinam!...


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  2. Siempre debemos tener nuestras alas a punto para poder hacer volar a nuestra imaginación hasta puertos donde el Amor sea Real.
    Precioso Post.
    Abraços.

    ResponderExcluir