caixa de histórias;

Eu vou. Eu vou. Com a minha caixa de histórias e meu rímel borrado. Já esfreguei meus olhos pra ver e intimei os ouvidos  a ouvir.

Escuta: é o vento que canta.

Ando desacelerada e me convém. Preciso de mais tempo. De mais ar e de mais flores.
Castelos em Paris?
Quem sabe.

Eu vou. Eu vou. Essa caixa …

publicamente secreta;

Contact Form (Do not remove it)

back to top