tua voz toca e todas as luzes se acendem. a chuva embaça o vidro. os vidros se quebram. as urgências   acumulam-se entre os dedos, vãos e mãos. escrevo cartas mentalmente. abrigo serpentes que passaram.

o tempo frio não vinga. sou calor ainda dentro de ti.

*Imagem



Um Comentário