só eu sei;

flores amarelas;

Vou me arrumar. Porque agora com filho, as coisas mudam de lugar. Não faço disso um fardo ou uma reclamação, mas ainda estou arrumando a estante depois do parto. Enquanto me arrumo, Lennon olha fixamente para o quadro na parede. Distrai, me olha e sorri. A correria que me aflige, passa e eu sorrio…

éter;

Eu desligo, apago, mato. Seu afeto não mais. Eu esqueço, desmereço, arquivo no "lindo". Desmato. Eu me recolho, me safo, me retiro de nós. Passou, amou, amamos, chovemos, secamos. Sem lágrimas. Somos. Fomos uma espécie rara de amantes. Destoamos. Desencantamos, Desencantei. Voltei pro me…

a moça que esperava o amor chegar;

Taís,
Quando eu a conheci, você esperava o amor chegar. Existia lindamente em seus dias, horas e minutos, cintilando sorrisos e plantando flores num jardim futuro. Você  já andava de mãos dadas com Deus e com a certeza de que seu coração teria um nome, um homem, uma família. Você já brilhava esposa…

Contact Form (Do not remove it)

back to top