Quando se fala em intensidade
Eu me lembro de uma música
De um tom de voz
De um lugar que é “O lugar”
Eu sinto meu corpo inteiro
Inteirar o ambiente
O vermelho
O mar
O céu querendo mudar

Quando se fala em intensidade
Minha pálpebra desobedece
Morte e vida sussurram teu nome
Todas as ventanias me viram roupas
Eu jamais fui plana
Eu jamais serei plena

A intensidade é curva

Por aqui acendo fogueiras
Quebro janelas

Quando se fala em intensidade
Quero outonar.


*Imagem: Théo Gosselin

Deixe um comentário