Para Guilherme de Paula.

Não está parecendo fim de verão. É só seu aniversário que bate à porta. Não tem frio, não tem chuva, mas sempre tem alguma coisa no ar: balões vermelhos e brancos na mesa da sala e dois sorrisos à tua espera, mesmo que tardando.

As coisas mais valiosas não cabem num embrulho de presente.


*Imagem: Weheartit

Deixe um comentário