A Autora

. .





Erica de Paula escreve desde os nove anos de idade.É leitora voraz. Fã de Clarice Lispector, Florbela Espanca , Marina Colassanti e tantas outras [e outros] que não cabem aqui.
Escreve por não caber no próprio corpo. Tem sempre um livro na bolsa por precaução. Contra o tédio, monotonia e crises existenciais usa a palavra.
Incorpora emoções alheias como se fossem suas. Usa o eu lírico promiscuamente. Não gosta de rimas certinhas nem de literatura meia-boca.
Tenta escrever letras de músicas há uns três anos. O desafio continua.
É intensa ao extremo , dissolve mágoas com afetos. É complexa, miúda e ciumenta no amor.
Todos somos grandes quando falamos de [em] versos.
Aos olhos de Erica, a poesia nunca deve ser um ponto. Sempre um CONVITE.






Erica de Paula escreve desde os nove anos de idade.É leitora voraz. Fã de Clarice Lispector, Florbela Espanca , Marina Colassanti e tantas outras [e outros] que não cabem aqui.
Escreve por não caber no próprio corpo. Tem sempre um livro na bolsa por precaução. Contra o tédio, monotonia e crises existenciais usa a palavra.
Incorpora emoções alheias como se fossem suas. Usa o eu lírico promiscuamente. Não gosta de rimas certinhas nem de literatura meia-boca.
Tenta escrever letras de músicas há uns três anos. O desafio continua.
É intensa ao extremo , dissolve mágoas com afetos. É complexa, miúda e ciumenta no amor.
Todos somos grandes quando falamos de [em] versos.
Aos olhos de Erica, a poesia nunca deve ser um ponto. Sempre um CONVITE.

Nenhum comentário

Postar um comentário